terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O meu primeiro dia de trabalho, como Auxiliar de Acção Educativa, na Escola da Ponte.

2 de Maio 2005.



Embora já com alguma experiência nesta função, sentia um pouco de nervosismo, pois não sabia o que me esperava. Sabia sim, que era uma escola muito diferente e a diferença faz sempre pensar.
O portão estava aberto e sem porteiro. Entrei.
A porta principal da Escola estava aberta. Entrei.
Um senhor alto, magro de rosto sereno e sorriso afável, respondeu ao meu bom-dia, com o sotaque doce do português brasileiro. Fui ao seu encontro dizendo que era o meu primeiro dia de trabalho e não sabia a quem me dirigir. Ainda não tinha acabado a frase e já me sentia envolvida num abraço de boas-vindas. Por breves segundos senti que estava suspensa e percebi que, aquele Senhor que podia ser meu pai, mais que me abraçar, pegava em mim ao colo. Bem, eu já sabia que era uma escola diferente, mas até ser recebida daquele maneira!!!
Apresentou-se como:
- Um Amigo da Escola da Ponte.
Apresentei-me como:
- Helena Alves.
- Já temos uma coisa em comum. O apelido - respondeu-me. Alves. Eu sou Ruben Alves.


Na minha ignorância, esse nome nada me disse. Entretanto passa a coordenadora geral, despedi-me desse senhor e segui a coordenadora que procurou um aluno para me mostrar a escola. Reparei que as salas (que nesta escola se chamam espaços) tinham nomes. António Gedeão, João de Deus e Ruben Alves. Perguntei ao aluno:
- Sabes quem é este Ruben Alves?
- Porquê, você não sabe quem é? - Respondeu-me num tom admirado. É um senhor velhinho que vem de muito longe para nos contar histórias.
Com esta resposta, percebi que era uma pessoa especial, mas só à noite quando cheguei a casa e pesquisei na internet, é que percebi o quanto era especial este Senhor. Um dos intelectuais mais admirado e querido em todo o Brasil. Um grande pedagogo, que nunca deixou adormecer a criança que todos temos dentro de nós, pois só assim se entende o mundo das crianças como o Ruben Alves. Um olhar, um sorriso, um silêncio…
Ser recebida no meu primeiro de dia trabalho na Escola da Ponte, por este grande Senhor mais que um prazer foi uma honra.


Helena Alves (Dona Helena)

Sem comentários:

Enviar um comentário